14 de dezembro de 2011

*RECOMEÇAR*


Às vezes é tão difícil assumir as conseqüências de nossos erros, principalmente quando sabemos que elas são inevitáveis. Bate uma impotência, um desânimo, não dá vontade nem de pensar. Tudo paralisa, os pensamentos congelam. Pior ainda é se decepcionar com a gente mesmo, não do que se fez, mas de algo que se planeja e por razões que a própria razão desconhece não se realiza. Saída? Pra onde correr, o que pensar, como achar uma alternativa. O sentimento da frustração se aloja e fica lá dentro, não se sabe aonde, cutucando. Tomar uma dose de clonazepam? Apagar por algumas horas? Seria uma boa solução. Mas é daí!? Acordar e ver que nada mudou, que a impotência e a frustração continuam lá, não se sabem aonde, cutucando. 
Humm, mas existe o dia seguinte, o sol vai nascer de novo, a terra continuará a girar, aí sim posso dizer que tais sentimentos irão embora e darão lugar às novas idéias, às novidades, e, as conseqüências dos erros será uma página virada, será um novo dia com uma nova história, um novo RECOMEÇO.


Bjs doces!
V.L.
Postar um comentário

Translate