14 de dezembro de 2011

*DIÁLOGO COM A MULHER AMADA*


O diálogo com a mulher amada
Deve ser o mais simples possível
Sem réplica ou tréplica
Deixe as palavras passearem
Não dentro da sua mente,
Mas dentro delas próprias
Palavras de dentro de palavras

O ouvir maior que o dizer
Dizer no fundo do sentir
Ter o silêncio na ponta da língua
Assim é falar de amor com quem ama
Persuadir as pétalas cardíacas da paixão dela
Sorver o que existe de mais íntimo em sua carne

Deixe as palavras leves
Para que o amor por ele mesmo as leve
Deixe-as ter contato com a pele
E se tiver que esperar, o coração que espere

Não deixe a dor entrar nas palavras
Forre um tapete vermelho para que elas desfilem
Na sua plenitude
Cante se possível for

Fale sem derrubar os cristais, e sem derramar o vinho
Pode ser que uma vez ou outra até durma sozinho
Porém jamais passará por esse vazio de querer dizer
"Eu amo e não ter a quem ouvi-lo."

Bjs doces,

V.L.
Postar um comentário

Translate