11 de janeiro de 2011

*Quando o casal não se dá bem na hora do sexo*

Muitos casais sofrem com problemas relacionados à sexualidade, como a incompatibilidade. E, infelizmente, são poucos os que conseguem chegar a um consenso satisfatório para ambos. 
 A incompatibilidade na cama pode acontecer tanto no início do relacionamento quanto depois de anos de convivência. Além da baixo libido, o fato de uma pessoa ser mais recatada que a outra, gostar de certas carícias ou ter fetiches e fantasias também pode atrapalhar a química na hora do sexo. Isso porque o homem é um ser biopsicossocial:: o biológico, o psicológico e o meio social na qual ele esteja inserido.  Então, esses três fatores, interferem na sua maneira de viver.Assim, uma pessoa pode nascer com componentes genéticos que indicam maior predisposição ao sexo. Se ela for criada num lar mais liberal, poderá desenvolver ainda mais a sexualidade. Da mesma forma, outro indivíduo pode nascer com menos predisposição e, por consequência, ter a libido mais baixa.
Quando o casal percebe as diferenças do que preferem na cama, é sinal de alerta. Se for no começo da relação, é bom pesar prós e contras e conversar com o parceiro ou parceira a respeito, para descobrir o que pode estar errado e entrar num acordo. Mas cuidado...não vá "empurrando com a barriga" e nem acredite que melhora depois de uns meses, isso é ilusão.
Agora, se a casal está junto há algum tempo, tinha uma vida sexual satisfatória e, depois de certo momento, não rola mais a química, a causa tem grandes chances de estar no próprio relacionamento. Sexualidade é distintivo de um problema na relação. Minha dica é descobrir e consertar o que tem desgastado a vida a dois.
Só que nem sempre a causa está em situações ligadas ao namoro, noivado ou casamento. É preciso que ambos estejam atentos a fatores externos. A falta de sintonia pode estar relacionada ao estresse, cansaço constante, menopausa e doenças como diabetes - que interfere na potência masculina, depressão - interfere no desejo de ambos -, hipo ou hipertireoidismo - que pode desestabilizar a pessoa de forma geral. Então, vale uma consulta médica caso haja suspeita de algum desses males.
O caminho é o mesmo para tratar ou fugir da incompatibilidade sexual. A melhor saída ainda é a velha DR/discutir a relação. Tudo porque o sexo é apenas uma parte do relacionamento; se ele não vai bem, é sinal de que todo o resto precisa ser analisado, e vice-versa. 
 E essa discussão deve acontecer o mais rápido possível, antes que o interesse um no outro se acabe ou pior, os dois vivam brigados porque estão descontentes com a vida sexual. A sexualidade pode sim melhorar, porém depende de ambos estarem abertos ao diálogo franco, e claro, a disposição para abrir mão de algumas coisinhas e entrar num consenso que faz toda a diferença.O que não dá é ter uma vida sexual infeliz.

Cuide bem de voce!!
Bjs doces!
V.L.
Postar um comentário

Translate