18 de setembro de 2010

ABORTO - PREVINA-SE E DIGA NÃO


Se existem métodos contraceptivos, porque o casal, e principalmente a mulher, que é a única responsável pelo seu corpo, não fazem uso constante destes métodos? Por que correr o risco de engravidar!!
Propaganda é a alma do negócio. O governo deve estar sempre com campanhas diárias em todos os meios de comunicação, escrita/falada, com informação e educação, dando acesso gratuito a esses métodos contraceptivos, preservativo, DIU, pílula, diafragma, caminha feminina, até mesmo saber fazer uso da famosa tabelinha. A mulher tem por obrigação conhecer seu corpo, principalmente saber quando está ovulando. Ela é dona de seu corpo, ela engravida por falta de cuidados. A mulher precisa a dizer"NÃO". Estúpida e lamentável a mulher que, com tantas informações se deixa engravidar, tem que ser responsável. Isto vale para ao homem também, ter todos estes conhecimentos e ser responsável. Quando ouço uma mulher dizer: ....foi sem querer...fico indignada com tamanha burrice.
Ninguém põe uma arma na cabeça dela obrigando-a a engravidar. Se ela não tem condições financeiras/psicológicas/emocionais, pior ainda... aí é que ela deve se proteger mesmo.
Aborto clandestino é uma agressão física ao corpo feminino. Os riscos de um aborto mal feito são muitos: hemorragia, perda do útero (histerectomia) baixa resistência imunológica na flora vaginal, infecções graves que podem levar à infertilidade ou mesmo à morte. A curetagem é uma agressão física ao corpo feminino.
No Brasil, faz-se por ano 1 milhão e meio de abortos clandestinos e muitas delas recorrem ao hospital e morrem assistida por uma profissional (veja a gravidade da situação).
Tem ainda o emocional pós-aborto, chega um momento da vida dela que surge o arrependimento. Aí ela parte para a terapia (isso quando tem condições financeiras)
Sou a favor do aborto pelo estupro. Aí sim tem uma arma na cabeça dela. É uma gestação totalmente indesejada. Deve-se aprovar uma lei que permita a mulher fazer o aborto ainda no primeiro mês de gestação e não esperar até o 6º , 7º mês para que um juiz aprove a fazer este procedimento. Imagina a situação desta mulher, carregar no ventre o ódio, a revolta, a lembrança do sofrimento do estupro por longos meses até uma decisão judicial., é uma covardia para com ela. Se o juiz aprova este tipo de aborto já no 9º mês de gravidez, o que fazer com esta criança? Vender seus órgãos? Ela vai pro lixo? Vai ser adotada? A não ser que a mãe tenha criado amor por esta criança...Só Deus sabe!!

Seja uma "mulher de coragem" e diga: SEM CAMISINHA NÃOOOOOOO...

Cuide bem de voce!!
Bjs doces

V.L.

Postar um comentário

Translate